Envolver-se em projetos ajuda a manter o emprego


Em tempos de crise, quando se ouve falar em aumento das demissões, cresce também a preocupação para conseguir manter a estabilidade e não fazer parte dos cortes. Por mais difícil que possa ser, a principal dica dos especialistas é manter o foco no trabalho e mostrar-se envolvido com os objetivos da empresa. Manter-se calmo, mostrar participação e colaborar com os colegas é o que pode ajudar neste momento, em que as empresas passam a valorizar muito além do trabalho entregue dentro do prazo desejado.

 

“Quanto mais se envolver nos projetos da empresa, mais garantido”, pontua a psicóloga e especialista em gestão de carreiras do Ipog Poliana Landim. Ela explica que se inserir nos novos projetos, estudar novas áreas que a organização buscará atuar e mostrar que tem a ver com o futuro da empresa pode garantir a permanência no emprego. Uma conversa com o chefe sobre as expectativas para a área e o que ele espera dos profissionais é indicada. “O ideal é mostrar que está alinhado com o mercado de trabalho em um momento de recessão.”

 

A preocupação de estar inteirado também não pode ser confundida com bajulação. A especialista explica que a orientação deve ser direta com o líder sem levar isso para toda a equipe. O controle também deve ser mantido quando há notícias de desligamentos da empresa.

Mudanças

 

Quando começa uma crise interna e há redução do quadro de funcionários, pode ser exigido desempenhar mais de uma função ou mesmo extrapolar o horário. “Nesse momento, é ruim pedir aumento e tentar negociar folgas, é preciso ser flexível e depois de entregar resultado e mostrar que manteve o ritmo, aí sim, pode negociar.” As reclamações também devem ser guardadas e não compartilhadas, muito menos em redes sociais.

 

“Mostrar que não está envolvido, não se adaptar e manter seus horários, isso pode pesar na hora de decidir quem fica na empresa, principalmente quando uma equipe é equiparada.” Mas se o profissional já não está muito satisfeito com suas funções, Landim indica cautela para não perder oportunidades. “Momentos de recessão não são ocasiões para se arriscar, mas não adianta ficar em uma função que não goste, é preciso pensar na carreira.”

 

Fonte: O Popular

Mais notícias

Nota de Pesar do SECEG

O SECEG vem de público externar sua tristeza pelo falecimento de duas importantes pessoas. A então colaboradora da entidade e amiga Ana Aparecida Godinho de

Em que podemos te ajudar?