Passe Livre do Trabalhador vai permitir até 8 viagens por dia na Grande Goiânia

A prefeitura de Goiânia e governo do Estado lançaram o Passe Livre do Trabalhador que permite oito embarques diários de segunda a domingo, em qualquer horário, com validade de 30 dias. O benefício, válido para toda região metropolitana, foi anunciado em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (2) no Paço Municipal.

A previsão tanto da prefeitura quanto do governo do Estado é de que o serviço pode gerar economia de 20% para o empregador. O benefício deve ser feito a partir de adesão por parte do empregador, que deverá escolher entre o Vale Transporte atual, com 22 dias e duas viagens diárias, ou novo modelo (passe livre). Para isso, o empresário deverá, a partir do dia 13 de maio, realizar a atualização do cadastro dos funcionários.

Para viabilizar o benefício, a prefeitura de Goiânia e o governo do Estado irão contribuir com 42,8%, cada; enquanto Aparecida de Goiânia, com 9,4%, e Senador Canedo, com 8,2% para subvenção ao sistema de transporte coletivo. Somente a prefeitura da capital irá aportar R$ 8 milhões por mês para viabilizar o novo modelo. Da parte do governo do Estado serão R$ 70 milhões em 2022, e R$ 100 milhões para o próximo ano.

Neste sentido, o Passe Livre do Trabalhador faz parte de contrapartidas estabelecidas entre o governo do Estado, prefeituras e as empresas de transporte coletivo, para repasses da subvenção da passagem. O cálculo da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) é que a tarifa técnica custaria R$ 7,26, hoje a passagem pode ser mantida em R$ 4,30, com os repasses do Poder Público.

Mais notícias

Gerente de loja recebe hora extra?

Sou gerente na empresa onde trabalho e tenho notado um aumento significativo nas minhas responsabilidades, demandando mais horas de trabalho. No entanto, não houve uma

Em que podemos te ajudar?