Reforma pode eliminar o fator previdenciário

 

O novo fator previdenciário está em vigor desde o dia 1º deste mês e já exige do segurado cerca de dois meses a mais de trabalho para compensar o aumento no desconto. O índice reduz a média salarial e pode diminuir o benefício em até 40%. Quem agendou a aposentadoria no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) até o dia 30 de novembro escapou do desconto maior.

 

Grande vilão das aposentadorias por tempo de contribuição, o fator previdenciário foi criado com o objetivo de desestimular os trabalhadores a pedirem a aposentadoria na faixa dos 50 anos de idade. Quanto maior a idade do segurado ao solicitar a aposentadoria, menor é o desconto do fator.

 

Com a reforma da Previdência que o governo enviou ao Congresso, o fator pode estar com seus dias contados, mas isso não quer dizer que os trabalhadores devem correr para se aposentar antes das regras mudarem. Todos os que já tiverem completado o tempo mínimo de contribuição quando a reforma for aprovada não precisarão trabalhar mais para poder se aposentar.

 

No ano passado, os trabalhadores ganharam uma chance de escapar do fator: a fórmula 85/95. Quem tem, na soma da idade com o tempo de contribuição, 85 pontos (mulheres) ou 95 (homens) ganha benefício sem redutor. Em média, o fator reduziu R$ 950 nos benefícios nos últimos anos.

 

Mais notícias

Gerente de loja recebe hora extra?

Sou gerente na empresa onde trabalho e tenho notado um aumento significativo nas minhas responsabilidades, demandando mais horas de trabalho. No entanto, não houve uma

Em que podemos te ajudar?