Alta no preço do feijão gera memes nas redes sociais, em Goiânia

 

A alta no preço do feijão em junho gerou memes e piadas nas redes sociais. O quilo do grão pode ser encontrado por até R$ 15 nos supermercados de Goiânia. O alimento ficou mais caro devido à queda na produção, impactada por alterações climáticas, como a estiagem no início do ano.

 

Na internet, algumas publicações sugerem que o produto está tão caro que é mais fácil usar os grãos como joias, pois seriam tão valiosos quanto ouro ou diamante. Em outra publicação, uma página propõe: “Dica de jantar pro dia dos namorados: Leva a muié (sic) pra tomar caldo de feijão!”, brinca.

 

Há até quem faça piada, falando que o transporte das sacas de feijão deve ser feito com escolta armada e em carros de transporte de valores. Ou ainda negocie a venda dos grãos: “Aceito cartão de débito, financio em até 4x no carnê e aceito carro no negócio”.

 

De acordo com uma pesquisa da Secretaria de Planejamento de Goiás, o feijão subiu mais de 36% desde o início do ano. A tendência é que o valor fique ainda maior nos próximos meses. “Há sete meses nós temos uma oferta menor e variações positivas elevadas”, explicou o gerente de pesquisa da secretaria, Marcelo Eurico de Souza.

 

Quem vai ao mercado, foi pego de surpresa com a alta no preço. “O feijão estava na faixa de R$ 6, aí quando fui olhar já estava R$ 12, R$ 13. Tem lugares que está até a R$ 15”, disse o vendedor Edinael Oliveira.

 

Quem vende o feijão precisa aguentar as constantes perguntas dos consumidores. “Os clientes ficam procurando entender porque encareceu tanto. A gente explica que é porque não tem feijão, está faltando”, disse o feirante Moacir Teles.

 

VEJA O VÍDEO:

http://g1.globo.com/goias/noticia/2016/06/alta-no-preco-do-feijao-gera-memes-nas-redes-sociais-em-goiania.html


Fonte: G1 Goiás

Mais notícias

Gerente de loja recebe hora extra?

Sou gerente na empresa onde trabalho e tenho notado um aumento significativo nas minhas responsabilidades, demandando mais horas de trabalho. No entanto, não houve uma

Em que podemos te ajudar?